sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Entrevista ao Blogue Birds Spot

O meu amigo Nuno Coimbra nasceu no ano de 1983 e desde sempre o contato com animais e aves fez parte do seu dia-a-dia.

Animais e aves estas, entre outros, dos avôs, dos vizinhos e dos amigos. Um dia, no ano de 1993 encontrou um cágado.

“…(entre risos pela recordação - apareceu por aqui um cágado!... ( mais risos )”

Este foi o seu primeiro animal, mas como não tinha local para o cágado, trocou o dito por um casal de Diamante Mandarim e assim se iniciou a sua aventura pelo mundo da Ornitologia. A escolha nessa altura já manifestava o gosto pelos exóticos.

Madarim Diamante

Passaram 6 anos desde que tinha trocado o cágado pelo casal de Mandarins e em 1999 construiu um viveiro para os Diamante Mandarim que tinha.

No mesmo ano, quando visitou um amigo que vivia na mesma Freguesia, o Sr. Fernando Gomes, que para além de Canários e Psitacideos tinha igualmente Exóticos, deparando-se com a grande variedade que possuía.

Foi ai, que a paixão pelos exóticos ficou para sempre. Para o viveiro que construira, adquiriu também Degolados e Bengalins do Japão.

Bengalins do Japão

Durante 3 anos criou estas 3 raças: Diamante Mandarim, Degolados e Bengalins do Japão.

A "descoberta" dos Diamante de Gould acontece no ano de 2001.

“… começava a trabalhar em Viseu e como passei a residir na cidade sentia a falta da companhia da aves que tinha. Decidi então, comprar um casal de pássaros para ter em Viseu, sem saber ainda muito bem quais.

No momento de comprar e quando vi os Diamante de Gould a decisão foi fácil….”


Diamante de Gould

A aventura pelos exóticos iniciada em 1993 aconteceu até 2003, quando começa a criar canários.

Novamente muitos risos para ilustrar a forma engraçada como entrou na canaricultura, “… um amigo queria um coelho e como a minha mãe tinha, ofereceu-lhe um. Para retribuir o gesto e como criava canários, o Zé Manuel dê-nos um casal de canários vermelhos…”

Em 2003 construiu o seu primeiro canaril, na casa da avó, onde se iniciou com Canários das raças Lipocromos Vermelhos e Lipocromos Vermelhos Mosaico, ficando nesse período sem criar Exóticos. Criou também, entre 2005 e 2008 Poupa Alemã e Gloster Fancy.

Em 2008 fez-se sócio do C.O.A - Clube Ornitológico de Antuã e adquiriu o seu Stam, 050 J.

Reformulou as raças que criava e em canários ficou somente com os Gloster Fancy e retomou a criação de Exóticos.

Adquiriu nesse ano, três casais de Diamante de Gould, oito de Bengalins do Japão e um de Diamante Madarim.

Com esta primeira experiência na criação de Diamante de Gould consolidou a paixão pelos Exóticos, sendo agora uma aposta confirmada.

Hoje tem 8 casais de Diamante de Gould, 16 de Begalins, 2 de Diamante Madarim e 2 de Diamante Estrela.

Diamante Estrela

Em 2007, quando voltou a morar em Molelos, construí o seu novo espaço de criação, ajustado as necessidades dos exóticos e que continua a crescer. Conta hoje com 36 jaulas de criação e duas voadeiras.

Para poder assumir este desafio, teve de tomar decisões difíceis. Uma delas, foi a redução do número e raças de canários ficando só com os Gloster Fancy.

Num horizonte próximo, talvez em 2010, o Nuno espera puder participar na sua primeira exposição.

Com a eleição do Diamante de Gould com ave de referência nos exóticos, fixou o seu objetivo em função do espaço e do tempo que dispõe para atingir em 2011 dez casais de Diamante de Gould, 20 Bengalins, e mais alguns de Diamante Mandarim e Diamante Estrela.

Seduzido pela multiplicidade das cores do Diamante de Gould, este foi um amor veio para ficar.

Alimentação das suas aves é constituída por sementes Profissional Exóticos, onde a qualidade e limpeza das mesmas sobressai, que complementa com papas fornecidas diariamente das marcas Chemivite e Gould Papex, adicionando ás mesmas próbioticos. Disponibiliza também outros complementos como o gritt e o cálcio para fornecimento de sais minerais, bem como, vitaminas que são facultadas de formas diferentes, desde os “verdes” a outros na água.

Esquematiza o ano baseado na altura em que as aves se encontram: Preparação para a Criação, Criação, Muda, Descanso, Exposições.

Em 2009, fez parte da Comissão Instaladora do Clube Ornitológico de Tondela - a Ornitologia na Beira Alta, do qual é Sócio Fundador.

Foram três horas que passaram rápido Na Companhia do Nuno Coimbra, um amigo e também companheiro de ornitologia.

Obrigado Nuno pela forma como me recebeste.

Texto e Fotografia: Gonçalo Rocha Santos
Aves: Nuno Coimbra

http://www.exoticosdeportugal.blogspot.com/



http://www.birds-spot.blogspot.com/

1 comentários:

liliana disse...

olá nuno....é verdadeiramente incrivel a adoraçao que tens pelos pássaros.... gostei muito de ver a entrevista e de ver tdo o blog.... mas quem te conhece, não se admira que nesse coração tambem caiba o amor pelos pássaros.... parabens, gabo te a paciencia.... e quem limpa isso tudo???? abraço continua que é uma verdadeira paixao que vale a pena

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...